Now Playing Tracks

22epouco

São vinte duas horas e quarenta e seis minutos
O vento bate forte em minha janela e em silêncio agonizo
Há dias guardo palavras e raivas das quais pensei não falar
Quando me dei conta já não era possível mais parar

O tapa na cara mais uma vez é dado
A frieza no olhar a cada dia é um fato
Fechei-me em mim e já não permitirei nada sentir
Seja guerra ou paz, nada farei por aqui

O ser humano em sua tão bem ensaida cena
Esquece que no fundo da alma seus ossos congela
A cada maldita palavra sua proferida
Nasce cancêr e mata o que um dia foi vida.

(Thalita Pirus - 28/07/2014)

O convite

A vida prega peças das grandes e mais inusitadas. Nos deixamos levar por sorrisos e convites. Há que se emburre por não tê-los. Porém percebo que a vida é uma grande conquista todos os dias. Em uma manhã nublada enquanto me aqueço nos cobertores pensando ser muito cedo as 09:00 levantar, esqueço-me daquele que as 06:00 já enfrentará conduções cheias ou trânsito lento pra em seu trabalho chegar. Todos precisamos conquistar algo todos os dias pra ter motivação. Trabalhar par pagar contas? Casar para ter filhos? Estudar para ser funcionario publico? Em que momento das nossas pobree vidas esquecemo-nos de dizer “mas… Que saudade”? Saudade de quando assistiamos He-man de manhã ou Super Vick a tarde. Saudades dos primeiros anos na escola e dos ultimos. Saudades dos amigos que se foram e dos que acabaram de sair de casa. A vida nos prega peças porque em nossas rotinas nos permitimos AFASTAR, deixar de lado o singelo e mais belo como tomar danone sem colher. Ha quem precise de convites para achegar-se, mas sempre há quem tem cadeira cativa. No entando devemos sempre pensar que para TER é necessario MERECER.

O que voce tem feito para ser convidado a entrar?

(Thalita Pirus - 11*07*2014)

Novo lar

Ser aprisionado em seu próprio lar
Policiar-se em sua fortaleza até no falar
Por muitas vezes ter de se calar
Pra uma briga maior simplesmente evitar

Seria vergonhoso demais sonhar?
Em viver dias longe sem tem ninguém pra me amolar
Talvez sufocada esteja por tanto pensar
Que já passou a minha hora de nesta casa morar.

Eu só preciso ar novo respirar.

(Thalita Pirus - 06/07/2014)

Tudo São Flores

E no sair, pensar
No querer e imaginar
A felicidade plena querer encontrar
A vida lhe tomba, te faz frustrar.

Do que adianta os vários lamentos?
Oh Alma triste, aumente os remendos.
De tantos risos, os desamores
Dá vida inteira as grandes dores.

(Thalita Pirus - 20/06/2014)

Aos Poucos

O mundo está completamente louco
Animais morrendo e humanos matando uns aos outros
Os rios secam e das nossas almas jorra o esgoto
Mas estamos cansados de pagar tanto imposto

O Veneno diário é nosso respirar
Respingar o suor por tanto trabalhar
Corremos e buscamos uma vida digna
De nada adianta pois o mundo já se finda.

(Thalita Pirus, 20/06/2014)

We make Tumblr themes